sábado, 25 de setembro de 2010

Sociedade



A Secretaria de Ação Social tem o objetivo de combater a desigualdade social existente no município com ações metódicas na diminuição do sofrimento, através de progamas que atuem na prevenção e defesa daqueles que mais necessitam de cuidados.

Embora o município esteja geograficamente desfavorecido, quanto a falta de chuvas e o povo viver de subsistência, a secretaria vem mantendo o povo em um nível de vida considerável, fazendo um verdadeiro milagre com os poucos recursos alocados.

Ações e programas desenvolvidos:

Agente Jovem; Casas Populares; Cadastramento Único, atualizado e acompanhado; Acompanhamento e Suportes de Pacientes; Cursos de Capacitações: (culinária, costura, entre outros), Programa de Acompanhamento de Pscólogo e Assistente Social, Programa de Assistência à Moradia e Reforma de Casas, etc;


A implementação desses programas e projetos é de suma importância para um município tão carente. Porém, para o devido desenvolvimento de tais atividades é necessário haver uma maior participação e cooperação da população envolvida. 


A integração entre governo e cidadãos só foi possível após a CF/88. A partir daí tem-se o início de um novo cenário ecônomico-político-social no Brasil. A redemocratização e a reforma administrativa, trouxe autonomia política aos municípios, que até então era concedida somente ao governo federal. Essa descentralização trouxe muitas críticas, dentre elas, o clientelismo, ou seja, a possibilidade da aproximação da sociedade com os gestores públicos, para uma melhor administração pública. Essa aproximação pode haver um jogo de interesses, além disso, outra crítica ao modelo desecentralizador de administração pública é a irresponsabilidade fiscal, que deverá mais do que nunca ser acompanhada pelos órgãos fiscalizadores.


Essa participação e a descentralização administrativa no  município de Mirante é de fundamental importância, o que contribuirá para geração de mais renda para cidade, visto que a mesma possui muitos problemas econômicos e sociais. Dessa forma, o apoio da sociedade e de entidades organizadas (maiores beneficiados e os que mais sabem dos problemas existentes no município), tornará posível o desenvolvimento e execução dos projetos já existentes, assim como a criação de outros.

As políticas assistencialistas desenvolvidas no município caracterizam pela adoção de programas que irão agir em defesa dos direitos da humanos. A Constituição Federal em vigor institui a dignidade humana como um dos seus princípios fundamentais, logo, é de fundamental importância o planejamento e execução dessa políticas de forma a atender as reais necessidades da população menos favorecida.

Porém, a criação dessas políticas  não serão a solução dos problemas se não forem criadas medidas de desenvolvimento social, que dê segmento aos projetos assistencialistas.
Em municípios com índice de crescimento e desenvolvimento baixo, como é o caso de Mirante, essas políticas são fundamentais, porém necessário que os gestores públicos deixem a visão assistencialista e incentive a paticipação da sociedade civil, que em conjunto com o mesmo poderão fazer a adoção de programas e projetos de geração de emprego e renda.

Mas para que essa participação da sociedade civil seja efetiva e traga bons resulados é necessário a capacitação dos atores envolvidos. Outra solução também, é a cooperação entre os municípios, regiões e territórios. Através dessa união os mesmos poderão debater juntos as melhores soluções para o próprio desenolvimento, aprendendo a gerenciar os problemas.



Conselho Municipal

Os Conselhos Municipais ajudarão na efetiva gestão participativa do município de Mirante. Por se tratar de uma cidade extremamente pobre, faz-se necessário o desenvolvimento de políticas públicas eficazes, para atender as necessidades locais.
A criação de projetos junto aos Minstérios, para captação de recursos, só serão possíveis se detectadas os  problemas da cidade. Porém, para o levantamento dessas informações, é de fundamental importância a participação da população local, que é a principal interessada no desenvolvimento local.

O nível de instrução do capital humano na participação popular é essencial, pois são essas pessoas que desenvolverão as melhores saídas para os problemas existentes na cidade.  Falamos de uma participação quantitaiva e qualitativa. Assim, os conselhos municipais, cedem lugar a participação cidadã, que terão iniciativas para gerar novas formas de distribuição da receita pública.

Dentre os conselhos atuantes na cidade de Mirante, podemos destacar o de assistência social, tutelar, pastorais administradas pelas igrejas, entre outros.

Manifestações Culturais


Como manifestações culturais a cidade possui as festas populares de Chegada da Bandeira e Santo Antônio.


Assista aqui ao vídeo que esclarece a importância de um Plano Diretor:



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário